Depilação a Laser

A depilação a Laser é uma técnica de remoção progressiva dos pelos feita através da energia luminosa do laser. Os primeiros aparelhos para a remoção de pelos a laser surgiram na década de 1970.

Ela é utilizada em pessoas que se incomodam com seus pelos ou com os outros métodos de depilação, com a cera e a lâmina. Há indicações especiais para casos de foliculite (pelos encravados) tanto em virilha, quanto rosto, pernas ou qualquer outra região do corpo.

Peles brancas com pelos grossos e escuros respondem melhor à depilação a laser, mas isso não quer dizer que quem não se enquadra nestas características, não possa fazer a depilação,  até peles negras podem fazer.  A exceção é para quem tem pelos, brancos, ruivos e loiros. Como a quantidade melanina é pequena, não há um bom resultado ao tratamento para estes casos.

O procedimento é realizado com o uso de um aparelho emissor de laser, sobre os pelos a serem eliminados. Na depilação a laser, o alvo é a melanina, substância responsável pela coloração do bulbo e da haste do pelo, causando dano térmico mínimo ao tecido adjacente.

 Ao ser disparado o pulso de laser, ocorre a absorção dos fótons de energia pela melanina. O calor absorvido é liberado pelo bulbo e pela haste do pelo, causando uma destruição térmica das estruturas do pelo.

A depilação a laser costuma ser dolorosa mas podem ser utilizadas pomadas anestésicas, compressas geladas ou géis pós-sol para aliviar a dor.

As sessões são realizadas com intervalo minimo de 28 dias. O número de sessões vai depender da quantidade e qualidade do pelo e a  manutenção, após um ano.

Previamente à aplicação,  o paciente não deve pegar sol nem retirar os pelos com pinça ou cera no mês antecedente. Após, não deve se expor ao sol e deve usar protetor solar com FPS mínimo de 30.