Eletrolifting

As estrias são atrofias lineares que caracterizam o desequilíbrio elástico, ou seja, uma lesão da pele.
A técnica é feita através de um aparelho de microcorrente Galvânica invasiva onde um eletrodo positivo é fixado à pele numa região próxima a área a ser tratada e o outro eletrodo, o negativo, que se apresenta em forma de agulha, fará a eletrólise epitelial.
Como resposta a esta “agressão” o organismo inicia a defesa, aumentando a produção de fibroblastos e colágeno tipo III que ativam a formação e reorganização das fibras elásticas e com isso, melhorando o aspecto. O resultado é a atenuação das lesões e linhas de expressão (quando tratada a face).

Esta agulha é descartada a cada sessão.

Este tratamento deve ser feito 1 vez por semana.

Contra-indicações:
- cardíacos
- diabéticos
- gestantes
- pessoas com tendência a quelóide